الثلثاء في ٢١ تشرين الثاني ٢٠١٧ ، آخر تحديث : 09:56 م
YouTube Twitter Facebook RSS English French Portuguese
Geagea para Aoun: Defendendo sem justificativa as armas, você será responsabilizado por qualquer violência no Líbano
 
 
 
 
 
 
18-03-2011
 
O líder das Forças Libanesas, Samir Geagea emitiu na quarta-feira uma carta aberta ao líder do Movimento Patriótico Livre Michel Aoun "que mais uma vez ultrapassou todos os limites e atingiu novas alturas perigosas", em sua retórica.

Falando das declarações de Aoun na terça-feira sobre o destino de 14 de Março com a celebração onde um milhão de pessoas participaram, ele disse que comentários como "desprezo ao milhões de libnaneses."
"É um reflexo claro da sua visão real da democracia e seu total desprezo à opinião do povo", continuou ele.

Quanto as declarações do MP de que todos os discursos do 14 de Março foram opostos às armas e não a abordar a questão de defender o Líbano, Geagea afirmou: "Tais afirmações são um sinal de que você não quer ouvir ninguém, então, como poderá justificar não ouvir os nossos discursos sobre a defesa? "

"Todos os discursos no comício foram focados na defesa do Líbano e atividade do estado libanês e armas ilegítimas", acrescentou.

Abordando questões de Aoun sobre quem privou o Exército libanês de um orçamento, Geagea disse: "Você sabe muito bem que o Conselho Parlamentar aprova os orçamentos".

"Quanto a suas perguntas sobre quem matou o exército e quem financiou aqueles que mataram no Norte, tais alegações são uma distorção da verdade, como amigos e aliados da inteligência síria que financiaram e treinara o Fatah al-Islam", frisou .

As frases mais perigosas de Aoun, disse Geagea, foram as alegações de que os acontecimentos de 7 de maio de 2008, foram uma resposta ao governo pelas decisões de 05 de maio.

"A constituição do Líbano e as leis não reconhecem todas as forças militares fora da autoridade do Estado", frisou.

"Suas declarações são uma chamada direta para recorrer à violência e assassinato para resolver disputas políticas internas", acrescentou.
"Você é responsável perante Deus, o povo, e a história por qualquer uso de violência na cena interna, porque você injustamente justifica sua existência", concluiu Geagea.

Mais tarde, quarta-feira, o FPM voltou a acusar Geagea. "Estamos surpresos por aqueles que se levantam contra a violência virtual, mas sua história está cheia das piores formas de criminalidade, violência e transgressão contra os direitos das pessoas," o escritório de imprensa do FPM afirmou em um comunicado.
 
Para adicionar algum comentário, você tem que ser registrado no ou registada
 
Últimos Comentários
 
Nenhuns comentários até agora


 
أخبار متعلقة
لا يوجد أخبار متعلقة