الاربعاء في ٢٢ تشرين الثاني ٢٠١٧ ، آخر تحديث : 10:06 م
YouTube Twitter Facebook RSS English French Portuguese
14 de Março Chama para Comparecimento Maciço na Praça dos Mártires para Confrontar Armas Ilegítimas
 
 
 
 
 
 
07-03-2011
 
A secretaria geral do 14 de Março anunciou no sábado que a reunião em massa na ocasião da Revolução do Cedro será feita no dia 13 de Março para confrontar armas ilegítimas.
Depois de uma reunião extraordinária, a secretaria geral incitou sustentadores do 14 de Março para participar em massa na reunião na praça dos Mártires às 10h00 para confirmar "o compromisso do público com a liberdade do Líbano, soberania e sistema democrático."
A declaração disse que a ampla participação é para confrontar "armas ilegítimas que estão ameaçando o Líbano" e "defender as realizações da Revolução do Cedro que foi o começo de revoluções no mundo árabe."

O Jornal AnNahar disse no sábado que uma reunião planejada pelas forças do 14 de Março no hotel Bristol em Beirute no domingo foi posposta até o dia 10 de Março.

Depois da conferência, espera-se que a coalizão lance um documento político que resumiria o plano de trabalho do 14 de Março nos anos próximos, o ANNahar acrescentou.

Entretanto, o líder das Forças Libanesas Samir Geagea atacou os seus críticos e disse que as forças do 14 de Março foram as primeiras a introduzir o conceito de resistência no Líbano.
"Àqueles que dizem que estamos contra a escolha da resistência, digo: originalmente introduzimos o conceito da resistência no Líbano," Geagea disse a funcionários da LF em Keserouan-Ftouh.
Geagea disse que a resistência de que ele está falando é "a resistência do estado libanês e o exército libanês e não a de um partido," uma referência ao Hizbullah.

A tomada de decisão de tal resistência é feita pelo estado libanês e não do Irã, Geagea disse aos seus sustentadores, acrescentando que o seu objetivo é conservar o Líbano e não a posição estratégica de Teerã na região.

O líder da LF também realçou que a sua resistência aponta para intimidação de ocupantes estrangeiros e não a ocupação de terra libanesa.

Geagea finalmente disse que a resistência do 14 de Março usa suas armas a serviço do cidadão e não contra ele.

Ele incitou os seus sustentadores a participar em massa no sexto aniversário da Revolução do Cedro planejada para domingo, 13 de Março na Praça dos Mártires em Beirute.
 
Para adicionar algum comentário, você tem que ser registrado no ou registada
 
Últimos Comentários
 
Nenhuns comentários até agora


 
أخبار متعلقة
لا يوجد أخبار متعلقة